Posts Tagged 'wok'

dcpv – comida inWOKada

número 385
06/05/2014

Comida InWOKada.

“A Wok é um dos utensílios mais versáteis: é rápida de usar, fácil de cuidar e perfeita para cozinhar tudo, desde carne, peixe, legumes, até massas e frutas.”

DSC02174

Com esta introdução do (antigo) livro Wok e Fritadas (editora Manole) e uma vontade danada de comer comida (sic) asiática, só me restou escolher as receitas e fazer um menu totalmente inWOKado.

DSC02117

E aproveitei, inclusive, pra fazer atum, um peixe um tanto quanto difícil de ser encontrado por estas bandas (tudo bem que este é do sex shop).

DSC02163

Vamos lá, então, saber se eu tenho WOKação ou não para cozinheiro! 🙂

Entrada – Salada quente de camarão

Pra iniciar, arrume uma salada de folhas em um lado dos pratos e …

DSC02155

… ponha as fatias de manga em forma de leque do outro. Reserve.

DSC02157

Aqueça um pouco de azeite na Wok e adicione vagens e cebolinhas até aquelas estarem com cor viva e estas começarem a amolecer. Retire e reserve.

DSC02136

Adicione um pouco de manteiga e junte 500g de camarões limpos e cozidos. Frite por 1 ou 2 minutos até aquecer bem, não cozinhe demais. Retire.

DSC02153

Despeje uma colher de licor de aniz (da D. Anina, se possível) e mexa. Cozinhe por um minuto, depois junte ¼ de xícara de creme de leite fresco e deixe ferver.

DSC02152

Tempere com noz moscada, sal e pimenta. Junte 2 colheres de sopa de endro fresco picado, os camarões, as vagens e as cebolinhas, mexendo.

DSC02164

Imediatamente, ponha a mistura às colheradas sobre a salada de folhas e guarneça com folhas de endro. Ficou verdadeiramente deliciosa.

DSC02167

Tomamos um razoável rosé (ou seria laranjée?) vinho brasileiro D’Ádivas Lidio Carraro 2010 que foi “duvidoso, aperol, divergente, dá?divas”.

DSC02171

Principal – Pedaços dourados de atum e Batata sautée.

As batatas são muito boas. Para fazê-las basta cortar em rodelas, 700g de batatas cozidas e sem casca e reservar.

DSC02119

Enquanto isso, aqueça a Wok e frite toucinho em cubos em azeite e manteiga até ficar crocante. Acrescente 1 cebola fatiada e 1 dente de alho bem picado e frite por mais 2 minutos.

DSC02148

Adicione as fatias de batata e um pouco de tomilho seco. Cozinhe delicadamente por 4 minutos, até as batatas estarem douradas e crocantes.

DSC02150

Adicione 3 colheres de vinagre e tempere. Já pro atum, basta cortar 1Kg de atum em cubos e empaná-los, …

DSC02161

… passando primeiramente numa mistura composta de ½ xícara de óleo, 6 colheres de sopa de suco de laranja, 6 colheres de sopa de vinagre de cidra e 2 colheres de sopa de mel e logo depois, numa mistura das seguintes especiarias: 2 colheres de chá de pimenta calabreza, 1 colher de chá de pimenta preta moída, 2 colheres de chá de coentro em pó, 1 colher de chá de cominho em pó, 1 colher de chá de açafrão-da-índia em pó e 2 colheres de chá de páprica. Cubra todos os lados do atum.

DSC02162

Aqueça a wok em fogo alto até ficar bem quente. Adicione os pedaços de atum e frite por 3 minutos até ficar firme.

DSC02176

Retire e acrescente a mistura de óleo que sobrou. Adicione 2 dentes de alho bem picados e 4 cebolinhas cortadas em fatias finas e frite mais um pouco.

DSC02177

Coloque o molho sobre o atum e sirva com as batatas. WOKalizamos bem e gritamos: yeahhhh!

DSC02182

Aproveitamos e tomamos um tinto Mo Monastrel 2011 Espanha que foi “bruto, inocente, abundância, el cid”.

DSC02185

Sobremesa – Bananas ao rum com lima.

A Dé é quem fez (pra variar). Aqueça a Wok, adicione 55g de manteiga e derreta.

DSC02126

Junte 55g de açúcar mascavo e ½ colher de chá de canela em pó, até o açúcar derreter e a mistura borbulhar.

DSC02131

Adicione fatias de 4 bananas descascadas e cortadas na diagonal, mexendo para cobrir todos os pedaços.

DSC02135

Adicione 70ml de rum claro e acenda para flambar. Acrescente a casca e o sumo de 1 limão e as amêndoas torradas e mexa delicadamente.

DSC02140

Aproveitei que a sobremesa é quente e servi com sorvete de creme.

DSC02191

Parece redundância, mas ficou muito bom.

DSC02194

Eis o que os com muito WOKabulário acharam de tudo:
Sabores orientais em pleno ocidente. Uma delícia! (Edu)
Onipotentis spetaculo. (Mingão)
Nararinguinkô! Delicia de cabo a rabo. (Deo)

DSC02173DSC02186

“Embora seja usada há milhares de anos na China, a wok ainda é ideal na coiznha moderna, com sua ênfase na comida saudável.

DSC02165

Numa wok, a comida é cozida rapidamente, em uma temperatura bem alta. Isso conserva o sabor e ajuda a reter a textura e a cor, assim como os nutrientes essenciais”.

DSC02183

É isso aí. Você tem a sua wok?

.

Anúncios

dcpv – estou inWOKado

Número 327
28/08/2012

Estou inWOKkado.

Sempre gostei duma Wok.

Pra quem não sabe, Wok é uma panela, quase uma frigideira esférica e funda com tampa em formato de cúpula, usada principalmente na Ásia e que tem a qualidade de cozinhar os alimentos mantendo todas as suas propriedades.

Não esqueçamos que tudo que é preparado neste tipo de panela é colocado lá em pedaços, um costume oriental já eles não usam muito faca e garfo e sim, Hashi.

E sendo fã, tinha a obrigação de executar algumas receitas  com este utensílio magnífico que substitui facilmente um jogo, já que nela se pode fritar, ferver, saltear e até cozinhar no vapor.

Vamos lá, então, aproveitar das delícias que este panelão nos oferece.

Entradas – Falafel com molho de iogurte e chips de verduras sortidas.

É claro que se tratando de utilizar uma Wok (sim, ela é feminina), só poderia resultar em frituras.

Pra facilitar, abri uma caixa de massa para Falafel.

Basta adicionar água e ela está pronta pra que as bolinhas sejam feitas.

Aí é só fritar e servir.

Acompanhe com um molho de iogurte facílimo. Misture numa tigela, 200g de iogurte natural, o mesmo de creme de leite fresco, 2 colheres de sopa de suco de limão, uma pitada de sal e outra de pimenta do reino.

Já pros chips, descasque batatas e beterrabas além de eliminar as pontas das cenouras.

Lave-as, seque-as e corte-as (uau, quanta gramática) em fatias bem finas com o auxílio duma mandolina.

Esquente 1 litro de óleo de amendoim na Wok e frite tudo aos poucos e na seguinte ordem: batatas, …

… beterrabas e cenouras.

Tempere com sal e sirva.

Junto com o Falafel, formam quase que um daqueles couverts bem bacanas de restaurantes fresquinhos.

Tomamos um vinho Douro Tons 2010 que foi “temperado, blindex, chanel n5, vinho bunito“.

Principal – Frango com castanha de caju, arroz pilaf e brócolis salteados no alho.

Esta é uma receita tipicamente asiática.

Lave 275 g de peito de frango, seque, corte em cubos e deixe marinando em 2 colheres de sopa de jerez e 4 colheres de shoyo.

Descasque uma cebola e corte em fatias bem finas. Corte também um pimentão amarelo em cubos pequenos.

Esquente 4 colheres de sopa de azeite na Wok, refogue a cebola e o pimentão em fogo baixo e acrescente o frango.

Aumente o fogo e doure tudo por 6 minutos.

Quando o frango estiver corado, junte 100 g de castanhas de caju, ajuste o sal e misture um pouco de água caso esteja muito seco.

O arroz pilaf nada mais é do que um belíssimo arroz basmati feito do jeitão corriqueiro ou seja, em água fervente.

Já pro brócolis,  basta separar os buquês dele descartando os talos mais grossos.

E picar  finamente 4 dentes de alho. Esquente um pouco de óleo na Wok, refogue o alho até quase ficar dourado e …

… junte os brócolis, salteando-os.

Pronto, prato pronto!

E agora dá pra entender o porque dos chineses comerem tão bem e serem tão magrinhos.

Tomamos um tinto leve, o Carm Vinha do Bispado Douro 2010 Portugal que achamos “melado, umbuzado, beautiful wine, murici“.

Sobremesa – Docinhos fritos de laranja com calda de especiarias

Estes docinhos são singelos e muito gostosos.

Faça uma massa com 250g de farinha, 100g de suco de laranja e um fio de óleo. Misture e sove até formar uma bola. Enrole em filme plástico e deixe repousar.

Enquanto isso, faça uma calda com 100g de mel, 100 g de açúcar, 3 cravos, um pau de canela e 3 colheres de sopa de água. Misture tudo, leve à fervura e cozinhe a calda por 4 minutos em fogo baixo.

Abra a massa numa folha fina sobre a mesa enfarinhada, e corte em retângulos de 12×4 com uma carretilha.

Frite estes numa Wok com bastante óleo até dourarem.

Disponha-os numa grade, regue-os com a calda e deixe esfriar.

Salpique-os com gergelim e sirva.

Pronto! São massinhas delicadas, saborosas e com um tremendo puxa-puxa.

Eis a opinião dos “felazenses” :
Jantar meio sem WOKação. Fiquei até sem WOKabulário. (Edu)
Falafel maravilhoso!! Frango corretíssimo. (Mingão)
Comida bonita! (Deo)

Esqueci de dizer que peguei todas estas receitas num livro duma coleção já meio antiga da Abril, denominada A Grande Cozinha.

Ela é muito didática e tem 25 volumes, sendo um deles o Cozinha na Panela Wok.

That’s all, folks.

Bye.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 658 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.425.740 hits
outubro 2019
S T Q Q S S D
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios