Posts Tagged 'zakynthos'

dcpv – dékati ékti e teleftaía iméra – grécia – atenas, uma pequena demonstração da histórica Acrópole.

10/10/2019

Dékati ékti e teleftaía iméra – GréciaAtenas, uma pequena demonstração da histórica Acrópole.

A única coisa que não fechou legal …

… neste espetacular giro grego …

… foi este finalzinho.

Por causa de um compromisso, tínhamos que voltar na quinta e …

… isto significava ficar somente uma noite em Atenas …

… e pior, menos que 24 horas.

Pelos nosso antecedentes, tinha certeza que gostaríamos, …

… ou melhor, amaríamos a cidade.

Ela tem tudo o que apreciamos.

É bem cosmopolita, …

… super histórica, charmosa …

… sem contar o temperamento dos gregos e o tempero da sua saborosa comida mediterrânea.

Se foi ruim ficar pouco, …

… por outro lado foi ótimo, …

… porque nos prometemos voltar o mais rápido possível …

… pra degustá-la como se deve.

Acordamos bem cedo, …

… tomamos o nosso ótimo café da manhã …

… by Irmãos Campana …

… tiramos algumas fotos …

… da rainha Acrópole …

… iluminada pelo sol e …

… fomos pro tour.

A grega, que aprendeu a falar português através de novelas brasileiras, a Mariana …

… nos proporcionou 4 horas de puro ensinamento …

… da história universal.

Encontramos com ela no lobby do New Hotel e …

… fomos andando até o Museu da Acrópole.

Passamos pelo bairro de Plaka e …

… apesar de estar tudo fechado, …

… deu pra sentir o clima alto astral desta vizinhança.

Chegamos no museu e …

… nos surpreendemos com o seu prédio.

Extremamente moderno, …

… didático e …

… com um conteúdo obviamente invejável.

Tudo nos foi explicado nos mínimos detalhes.

Desde os achados de utensílios que datam de 1500 AC …

… passando pelas estátuas originais …

… que foram protegidas no próprio museu …

… para que não se perdesse este registro histórico.

Também ficamos sabendo de onde surgiram …

… “n” palavras que usamos diuturnamente e …

… que se originaram ou na mitologia …

… ou através de atos heroicos dos grandes gregos.

A Mariana nos mostrou muito didaticamente e …

… com sabedoria …

… pois foi quase uma aula de preparação …

… para encararmos a subida até a real Acrópole …

… e sentir, ao vivo, …

… tudo o que ela nos explicou.

E confesso que é muito impactante …

… ver tudo na sua cara.

Começa que você vai subindo e …

… os monumentos vão surgindo.

O palácio da Nike, …

… o teatro de Dionísio e …

… outros menos votados.

A subida toda é incrível.

Passamos também no Odeão do Herodes Ático, anfiteatro de pedra onde …

… o Foo Fighters fez aquele show memorável (assista aqui,por favor!).

Aí quando se chega no topo é que a coisa pega de vez.

Uma multidão está andando por lá, …

… mas é quase como se estivéssemos sozinhos. Encantador! 

Passamos pelo Propileu.

É como entrar em outra dimensão.

Além de que as vistas de Atenas de lá de cima são impressionantes.

Logo no canto, está o Erecteu.

É lá que estão as cariátides, …

… as mulheres gregas que estão no lugar dos pilares (a Dé adorou!).

E pro Grand finale, está ele, o Paternon.

Soberbo, único e impressionante.

Esqueci de dizer que no Museu e com vista pro Paternon, …

… fica uma réplica dele com a mesma dimensão (escala 1×1) e …

… com o jeitão que ele teria se não tivesse sido destruído e …

… pilhado tantas e tantas vezes.

E quando se está lá em cima, na sua frente …

… não tem como não olhar pra baixo e …

… lembrar de tudo o que aprendemos.

É realmente incrível!

Descemos felizes …

… com tempo suficiente (olha o anfiteatro aí de novo) …

… pra dar uma última olhada em Plaka, …

… desta vez, lotada de turistas (mal sabíamos) e …

… comprarmos as penúltimas coisinhas deste tour helênico.

No resto foi pegar o transfer, …

… voar o primeiro trecho até Zurich …

… curtir a janelinha …

… com um derradeiro por do sol …

… daqueles …

… gregões da gema.

Chegamos na bela cidade suíça, …

… com mais um tempinho pra free shop e …

… embarcamos com destino à capital paulista, mais precisamente pra Nova Toscana..

Resumo da tragédia grega?

Gostamos muito de Atenas e já estamos planejando uma viagem turística-histórica Roma/Atenas (será inesquecível).

E também gostamos de todas as ilhas que visitamos.

Santorini é realmente um espetáculo, …

… com muitas atrações e …

… por do sol em Oia que é absurdamente lindo.

Mykonos é bem menos atrativa (pro nosso gosto) e salvou-se por causa da charmosa Chora, a Mykonos Town …

…e o hotel Bill&Coo, que gerou um samba enredo cujo início da letra é: …

ai que saudades do Bill&Coo.

Kefalonia valeu especialmente pela espetacular Melissani Caves …

… e pela charmosa Myrtos Beach.

Zakynthos nos surpreendeu pela vegetação, …

… especialmente pela enorme quantidade de oliveiras muito mais antigas que Jesus e …

… pela indescritível azulada praia de Navagio.

Enfim, foi uma “puta” viagem.

Ef’charistó, Grécia!

Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.
Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia – Zakynthos – Do paraíso para o paraíso.
Dékati triti iméra-grecia – Zakynthos – O lado B e chuvoso de Zante existe.
Dékati tétarti iméra – Grécia – Zakynthos – Ouros verde e azul: azeite e Navagi
Dékati pémpti iméra – Grécia – Zakynthos – Atenas – Repetindo as greguices que mais gostamos e melhor com sol. Ah, Acrópole!

dcpv – dékati pémpti iméra – grécia – zakynthos/atenas – repetindo as greguices que mais gostamos e melhor, com sol. Ah, Acrópole!

26/12/2020 (vivido em 09/10/2019)

Dékati Pémpti Iméra – Grécia – Zakynthos/AtenasRepetindo as greguices que mais gostamos e melhor, com sol. Ah, Acrópole!

Voltamos à máxima.

Dia de viajar de avião e mudar de hotel é dia perdido, certo?

Totalmente errado.

Pelo menos no caso, …

 

… em que o voo é curto, …

… especialmente entre uma ilha grega, Zakynthos e a capital Atenas.

E pra melhorar, este voo de menos de uma hora aconteceu no horário do por do sol …

… o que sobra um bom tempo útil do dia pra curtirmos o melhor de Zakynthos.

Portanto, acordamos até que cedo (ooooooooommmmmm), …

… tomamos o refestelante café da manhã no hotel …

… e zarpamos.

Ah, esqueci de dizer que o sol estava a pino.

Ou seja, tudo propício pra vermos a cor original desta belezura, …

… o famoso azul profundo e poético.

Comecemos pelo começo.

Tivemos um estalo e resolvemos ver Zakynthos Town de cima.

Então fomos até o Venetian Castle …

… que fica bem no alto do morro.

Demos uma passada bem rápida, …

… mas nos encantamos mais com a vista próxima de uns barzinhos …

… ao lado de uma igreja.

Continuamos o nosso mini tour dos preferidos …

… nos redimindo …

… de uma opinião negativa …

… que proferimos ontem.

A praia de Porto Roxa ensolarada … 

… é maravilhosa.

Na verdade, mais que maravilhosa!

De lá, fomos pra Porto Limnionas.

Passamos lá quando estava super nublado e gostamos.

Imagine com sol?

É simplesmente espetacular …

… ver piscinas naturais …

… com vários tons de verde …

… e cavernas …

… misturadas a uma vegetação colorida …

… e muito viçosa.

A próxima atração que repetiríamos a visita …

… seria simplesmente “a” atração.

Sim, senhores.

Navagio novamente e …

… com sol a pino.

Antes de mais nada, deixa eu tentar explicar a história …

… de como o navio encalhou no meio da areia.

Dizem que ele estava com contrabando (bebidas, cigarros, mulheres, etc) e …

… pra fugir da polícia …

… acabou encalhando na praia.

Cá pra nós, ele escolheu uma belíssima praia pra afundar e …

… se notabilizar.

Este lugar é tão especial …

… que acredito que jamais tivemos …

… uma vista tão impactante.

Simplesmente, única!

Após este banho de beleza …

… optamos por retornar ao hotel, …

… mas antes demos uma parada em Alykes …

… pra observar a praia e …

… dar uma beliscada.

Escolhemos o Porto Paradiso …

… onde pedimos uma salada greguíssima, uma Caprese, …

… queijo feta assado …

… e singelas batatas fritas.

Ah, uma Mythos (sem piadinhas, pufavô!) acompanhou tudo.

Podemos chamar da comida perfeita para o momento.

Agora, sim.

Retornamos de vez pro hotel, …

… demos uma breve descansada, …

… fomos pro aeroporto, …

… devolver o carro …

… e voar para Atenas.

O voo foi rápido, …

… um pouco mais de meia hora, …

… com muitas vistas do por do sol.

Ou seja, encantador.

Aterrissamos em Atenas, …

… pegamos o nosso transfer …

… e logo chegamos ao New Hotel.

Ele é muito bem localizado e …

… tem uma característica singular: …

… toda a sua decoração foi feita pelos Irmãos Campana (grato, Marcello Britto).

Isto corresponde a genial.

Sinta só …

… como é …

… o nosso …

… quarto.

Tomamos um banho rápido e …

… como de praxe, …

… fomos jantar no restô do hotel.

O restaurante  é modernoso …

… feito by Campanas too e …

… tem uma vista matadora da Acrópole.

Até pedimos um SeaBass pra Dé e …

… um hambúrguer pra mim …

… mas o impacto foi muito forte.

Fomos dormir com a expectativa de que …

… amanhã desvendaremos melhor o fenômeno Acrópole.

Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.
Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia – Zakynthos – Do paraíso para o paraíso.
Dékati triti iméra-grecia – Zakynthos – O lado B e chuvoso de Zante existe.
Dékati tétarti iméra – Grécia – Zakynthos – Ouros verde e azul: azeite e Navagio.

.

dcpv – dékati tétarti iméria – grécia – zakynthos – ouros verde e azul: azeite e Navagio.

19/12/2020 (vivido em 08/10/2019)

Dékati Tétarti Iméra – Grécia – ZakynthosOuros verde e azul: azeite e Navagio.

Mais um dia de chuva.

É o que a previsão previa.

E aparentemente eles estavam certos.

O jeito foi partir pro plano C, porque o B usamos ontem. 🙂

Pensando bem, seria melhor traçar um conveniente plano Beta.

Primeiro, tomamos o nosso lauto e …

… lento café da manhã.

Slow food, pessoal! 🙂

Quando era lá pelas 10:00 hs, o tempo começou a melhorar.

Aproveitamos, pegamos as nossas coisas e …

… rumamos pro norte da ilha.

A intenção seria ver as maiores atrações de Zakynthos.

Logo de cara chegamos em Xigia.

Ela é conhecida como uma praia sulfurosa (sentimos um cheirinho de enxofre beeeeem de longe).

É uma praia de difícil acesso e …

… não achamos nada do outro mundo.

Continuamos, passando por Makris Gialos, …

… mais uma prainha normal. Hahaha

Na sequência, o porto de Agios Nikolaos.

É mais um lugar pra saídas dos tours pra Navagio e Blue Caves.

Por falar neles, tínhamos reservado um.

E acabamos não indo, porque percebemos que …

… o barco chacoalharia muito.

Ele tem aqueles fundos de vidro e pior, seriam 3 horas lá dentro!

Sem chance nenhuma, ainda mais pela Dé.

Em compensação, conhecemos o Blue Caves View que é sensacional.

É quase um complexo dos irmãos Potamitis …

… formado por uma taberna, …

… um bistrô e …

… um view point para o mar que é simplesmente maravilhoso.

Você desce uma escadaria decente (coisa rara por aqui) …

… com vários decks de observação e …

… chega bem perto …

… do mar esverdeado/azulado e …

… revolto.

Uma belezura.

Demos uma paradinha no bar …

… pra tomar mais uma Mythos (olha a piadinha!) e …

… aplacar o calor.

Depois de lá, tinha chegado a hora de avistar a grande estrela.

A praia de Navagio, …

… aquela famosíssima …

… do navio encalhado e …

… que nos mostrou porque é considerada uma das mais bonitas do mundo.

A fila pro seu deck de observação era pequena.

E de lá, tiramos um montão de fotos …

… desta deusa praiana platinada, …

… ou melhor, azulada.

A praia é extremamente fotogênica …

….com aquele conjunto de paredões brancos, …

… a água com variações de azul e …

… todo o entorno romântico dela.

É claro que seguimos as dicas de …

… fazer uma trilha que sai pelo lado direito do deck …

… pra ter visões ainda mais deslumbrantes …

… de Navagio.

Cada passo te mostra um ângulo diferente …

…. desta verdadeira deusa grega.

Incrível como ela é bonita!

Pra melhorar, …

… quando retornamos da trilha, …

… o sol apareceu com mais intensidade e …

… isto nos proporcionou uma visão ainda mais legal …

… de tudo.

Pronto, tínhamos realizado um sonho.

Se bem que retornaremos amanhã.

Voltamos pro hotel, …

… porque tínhamos reservado um passeio pra conhecer tudo sobre o azeite grego.

Encontrei este tour no AirBnb Experiences.

O ponto de encontro seria no Olive Press Museum.

Confesso que não tinha muita ideia do que aconteceria, …

… mas o Nikolaos, o Niko, fez tudo parecer ótimo.

Iniciamos com o Niko nos mostrando ferramentas …

… antigas do tempo em que se fazia …

… azeite dum jeito artesanal. Roots.

Em seguida, vimos como funciona uma empresa processadora de azeitonas.

Todo o seu maquinário é moderno e se percebe …

… que eles controlam bastante a qualidade do produto final.

Assistimos a um pequeno filme …

… explicando todo o processo e …

… fomos lá fora conhecer um montão de temperos típicos da ilha (os oréganos daqui são demais).

Daí pra frente, o Niko nos levou pra ver oliveiras antigas, …

… mas muito antigas mesmo, …

… coisa de dois mil anos de vida, …

… tanto na casa de parentes dele, …

… como na sua própria casa.

Foi muito interessante.

O legal é que a Dé tinha imaginado como seria passear num bosque … 

… destas oliveiras que vimos em todos os lugares da ilha? Não é que aconteceu?

Também nos mostrou muito da cultura de Zakynthos, …

… seja na agricultura …

… (a Dé se amarrou nestes figos verdes doces) …

… seja nos levando pra tomar um ouzo, …

… num hotel dum amigo dele, …

… seja vendo ótimos spots …

… de Marathonisi, …

… a ilha das tartarugas (dá pra ver pelo contorno dela, né?).

Olha, tudo foi muito bom, mas passear pelos bosques de oliveiras anciãs …

… foi mesmo inesquecível. Oooooooommmm!

Terminamos o tour, …

… degustando pratos locais …

… que harmonizam com azeite, num restô de outro amigo dele (como ele tem amigos!).

Beterrabas, …

… abobrinhas …

… queijos, …

… tomate com pepino, …

… outro queijo …

… berinjela …

… o azeite produzido por ele (que nós trouxemos), …

… isto tudo fez parte do nosso banquete zanteano.

Ficamos conversando um tempão sobre as características dos ilhéus e …

… quando percebemos, estávamos nos despedindo.

Taí um tour muito bacana e que deve ser feito por cada turista que queira saber mais da cultura do lugar visitado.

Só nos restou, voltar felizes pro hotel e …

… agradecer por mais um dia sensacional desta viagem não menos.

Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.
Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia – Zakynthos – Do paraíso para o paraíso.
Dékati triti iméra-grecia – Zakynthos – O lado B e chuvoso de Zante existe.

.

dcpv – dékati tríti iméra – grécia – zakynthos – o lado b e chuvoso de zante existe!

12/12/2020 (curtido em 07/10/2019)

Dékati tríti iméra – Grécia – ZakynthosO lado B e chuvoso de Zante existe!

Hoje seria o dia de vermos a ilha de Zakynthos, …

… mais precisamente a praia de Navagio

… em todos os formatos.

Seja pelo ar, seja pelo mar.

O problema é que a tal previsão do tempo não indicava isso! Hahaha

O negócio foi, como sempre, …

… ter um bom plano B e …

… torcer pra que ocorra o esperado, …

… ou seja, a previsão não prever corretamente. 🙂

Inicialmente tomamos o nosso lautíssimo café da manhã, …

… num ambiente arquitetônico invejável e partimos para o nosso périplo.

Como tínhamos um tour de barco pra começar às 12:00hs, no norte da ilha, …

… optamos por ir primeiro pro viewpoint point de Navagio.

Só que na hora da saída o céu escureceu de vez e aconteceu o inesperado/esperado.

Os caras acertaram a previsão.

E de uma maneira que até o plano B foi pro vinagre.

Então, ficamos no quarto esperando a tempestade passar e pensando no que fazer?

Dei uma pesquisada no santo Google e pensei em porque não conhecer o lado B de Zakynthos?

Sim, cidadezinhas bacanas e não praias.

Fiz um roteiro rápido e pronto.

Saímos do hotel com chuva, direto pra Tragaki.

O caminho foi muito divertido, …

… pois nos permitiu ver a quantidade absurda de oliveiras antigas e retorcidas plantadas por aqui.

A cidade em si não tinha quase nada! 😀

Seguimos para Katastari, vendo muitas videiras e …

… a paisagem extremamente verde da ilha.

Esta já é bem bonitinha e …

… tem um pavimento de pedra muito interessante.

A chuva deu uma amainada, …

… conseguimos chegar em Exo Chora.

A maior atração do lugarejo …

… é uma maravilhosa oliveira de mais de dois mil anos …

… que fica na praça central (estas greguinhas são bem bonitas) …

… e que atrai o olhar de todos.

Ao lado dela tem uma lojinha com azeites e afins.

Conversamos muito com a vendedora e compramos algumas coisas pra levar pra Nova Toscana.

A próxima cidade seria Gyri.

Que é minúscula e …

… muito molhada! Rsrsrs

Como estava na hora do almoço, optamos por ir pra Port Limnionas.

Na verdade é uma praia …

… com uma enseada linda …

… que tem algo que se parece com piscinas naturais …

… com as consequentes águas em vários tons de verde.

Gostamos tanto, que certamente voltaremos amanhã …

… quando deve sair o sol.

E como tinha uma boa taverna, …

… resolvemos almoçar lá.

Pedimos queijo feta tostado, …

… mais uma salada grega (8,5 no MicheLuz) e …

… uma dourada frita com batatas fritas que estava dos deuses (gregos).

Arrematei com a indefectível Mythos (sem piadinhas, por favor) e …

… estávamos prontos pra voltar pro hotel, …

… porque a chuva estava apertando novamente.

Ah, ainda demos uma passada em Porto Roxa, só pra constatar que ela mais parece uma Bertioga piorada! 🙂

Retornamos pro hotel, …

… babando na energia que as …

… anciãs oliveiras passavam pra nós.

Um verdadeiro encanto!

Aproveitamos também pra dar …

… uma boa olhada na área da piscina do Olea …

… e ver como tudo é muito bonito, …

… mas também que nem sempre este projetos premiados …

… tem soluções práticas bacanas (quando chove, este caminho se torna um rio).

Demos uma descansada e …

… fomos jantar, …

… desta vez em Zakynthos Town.

Yard of Taste tem um nome bonito, uma filosofia também …

… já que propaga trabalhar só com produtos orgânicos e quetais; realmente sentimos os sabores.

Pedimos, pra dividir, um queijo feta com crosta de oatmeal que estava excelente.

A Dé inovou experimentando ravióli com molho de três queijos, comida tipicamente grega. Kkkk

Já eu, não inovei nada, ao degustar mais um polvo grelhado.

Tudo isto regado a duas taças dum ótimo Chardonnay grego, resultou num verdadeiro jardim dos sabores.

Só nos restou voltar pro hotel e dormir o sono dos troianos.

Caramba, prum dia de chuva, até que foi ótimo.

Sto spanidin. Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.
Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia – Zakynthos – Do paraíso para o paraíso.

.

dcpv – dodékati iméra – grécia – kefalonia/zakynthos – do paraíso para o paraíso.

05/12/2020 (muito bem vivido em 06/10/2019)  

Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia/ZakynthosDo paraíso para o paraíso.

Hoje seria um dia bastante inusitado.

Sairíamos bem cedo do hotel Emelisse

… na ilha grega de Kefalonia …

… pra pegar um ferry …

… que nos levaria primeiramente para Killini, …

… que fica no continente grego e …

… depois, ir também de ferry, …

… para Zakynthos, o nosso destino.

Acabei fazendo esta triangulação justamente por ficar na dúvida sobre o funcionamento do ferry que vai direto de Kefalonia para Zakynthos.

E por causa do horário deles, a princípio, ficaríamos um pouco mais de 4 horas em Killini.

Mas vamos começar do começo.

Acordamos cedo pacas, …

… conseguimos tomar um café da manhã meia bomba (assim como é o hotel Emelisse), …

… ainda com o sol nascendo e …

… fomos pra Poros …

… que é onde fica o porto do ferry para Zakynthos.

Foram quase duas horas de puro prazer na direção, …

… com as estradas praticamente vazias, …

… além de mais uma passada no nosso queridinho, …

… o incrível viewpoint …

… de Myrtos e …

… a descoberta de uma parte coberta por pinheiros …

… que formaram um visual incrível (parecia a Suíça).

Que novidade!

Chegamos bem cedo no porto …

… com tempo pra dar um olhada no centrinho mixuruca de Poros e …

… resolvemos passar no balcão da Levante Ferries pra perguntar …

… se não conseguiríamos trocar o nosso trecho Killini/Zakynthos …

… por um que sairia às 13:00 hs, quatro horas mais cedo?

Conseguimos e ganhamos um prêmio: uma tarde inteira a mais em Zakynthos.

O primeiro trecho foi bem tranquilo.

O ferry é moderno, …

… as paisagens são maravilhosas, …

… as instalações são muito confortáveis, …

… enfim, um primor.

Praticamente saímos de um ferry pra entrar no outro.

Que foi muito tranquilo também (sente só a Kombi grega!).

Tão tranquilo que a Dé nem enjoou.

Deu até pra comer uma comida típica grega, pizza …

… e tomar mais uma Mythos (sem piadinhas, por favor). 🙂

Chegamos em Zante (nome carinhoso de Zakynthos) … 

… às 14:30 e como o hotel é muito perto do porto, …

… foi só ficar de boca aberta com a arquitetura premiada do …

… Olea All Suite, …

… bem como o conforto, …

… a modernidade, …

… a verdadeira mordomia do nosso quarto …

… e rumar pra Zakynthos Town …

… pra dar uma reconhecida na cidade.

Que por sinal, é bem legal.

Antes de passar lá e pela proximidade, …

… demos uma olhada e só uma olhada em Tsilivi.

É uma prainha normal.

Já Zakynthos Town tem vários atrativos, …

… tais como a Solomon Square, …

… onde fica também o Museu Bizantino.

De lá sai um calçadão …

… com muitos restaurantes, …

… muitas lojas e …

… um montão de gente se divertindo, …

… mesmo porque era um belo domingão.

Certamente retornaremos com mais calma, porque o lugar merece.

Ainda demos mais umas voltinhas, …

… mas como o tempo não estava muito católico e …

… o cansaço estava batendo, …

… decidimos retornar pro hotel.

Fomos nos preparar pro jantar …

… dando uma entrada na piscina de borda infinita …

… do nosso quarto.

Como sempre fazemos ultimamente nos dias de chegada, …

… decidimos jantar no restô gastronômico do Olea.

E foi uma sábia decisão.

O Flow & Dine é muito bom mesmo e …

… tem uma vista espetacular da ilha.

Pra melhorar, éramos só nos dois por lá.

Iniciamos com um agrado do chef e …

… escolhemos beber taças dum Sauvignon Blanc Neozelandês.

Dividimos uma divina Caprese como entrada.

A Dé pediu o peixe do dia e …

.. eu, um lombo de porco úmido e muito saboroso.

Olha, prum dia de altos deslocamentos …

… até que ele deu um bom caldo.

E que caldo.

Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se aos outros seguidores de 655

Comentários

Blog Stats

  • 1.467.989 hits
agosto 2021
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Atualizações Twitter